A Íris agora escreve no blog Arco-Íris da Íris, em http://arcoirisdairs.blogspot.com/

sábado, 14 de fevereiro de 2009

Meu jovem adolescente

Tal como prometido, depois do aniversário do Filipe ele foi meu!
Fui convidada pela minha amiga Ana para a festa de aniversário do seu filho. Filipe passou a festa toda me olhando e comendo com os olhos. Eu nem estava com roupa provocante nem nada! Vestia umas jeans justas e uma blusinha normal. A meio da festa, uma coisa em família, no quintal da casa deles, com alguns amigos do menino, Filipe chegou perto de mim e disse:
- Estás muito gira hoje!...
- Obrigada!
- Bem, vamos apagar as velas? – dizendo isso passou por trás de mim e passou sua mão na minha bundinha dando uma apalpada gostosa.
A festa acabou e eu fui para minha casa cedo, pois tinha aulas no dia seguinte. Passei a noite sonhando com aquele menino. Cheguei a acordar mal de noite pensado que era mau estar pensando num menino tão novo! Mas depois lembrei da mão dele na minha bunda e adormeci imaginando nossa foda que estaria próxima! Não lembro bem, mas devo ter sonhado com isso a noite toda porque acordei molhadinha. Fui para a faculdade e a meio do dia recebi uma mensagem da Ana no telemóvel dizendo que nos dias seguintes iria estar fora e se eu me importaria de acolher o Filipe em minha casa nesses dias. Pensei muito antes de responder… A vontade de comer o menino estava conflito com o facto de ele ser menor… Mas ganhou o tesão e disse que sim à Ana. Assim foi, nessa tarde minha amiga levou o filho até meu apartamento. Eu estou alugando um apartamento pequeno pois estudo fora da minha cidade. Como o apartamento só tem um quarto disse ao Filipe que teria de dormir no sofá da sala. Ele disse que não se importava e assim ficou. Era uma terça-feira e a Ana só voltaria na sexta-feira de manha, tínhamos muito tempo, não precisava avançar já. Nesse dia jantámos e vimos um pouco de televisão, eu deitei cedo pois tinha aula logo de manhã, Filipe, pelo contrário, só tinha aula de tarde e ficou vendo TV até tarde.
A meio da noite, tenho esta mania há muito tempo, levantei para beber água. Para ir do meu quarto até à cozinha é preciso passar pela sala, quando cheguei perto da porta comecei ouvindo uns gemidos baixos, espiei e vi o Filipe batendo uma punheta assistindo filme porno no seu computador portátil. Nossa… Fiquei de queixo caído quando vi o tamanho do caralho do menino!... Bem grande para um rapaz daquela idade! Fiquei ainda com mais tesão e vontade de dar para aquele menino. Aproveitei para me masturbar vendo aquela cena e ouvindo os gemidos do computador. Nossa… Quanta porra saiu daquele pau! Sem dúvida que Filipe é um menino muito bem dotado!... Não consegui gozar, com muita pena minha… Filipe se levantou e eu fui para o quarto e aproveitei para me tocar mais uma vez e gozar pensando naquele tesão de pau.
No dia seguinte quando Filipe chegou da escola eu já estava em casa. Vestia uns shorts de licra e um top curtinho, pois tinha aproveitado a tarde livre para fazer uma pouco de exercício em casa. Quando o menino chegou ficou me olhando de cima a baixo. Eu fingi que não percebi. Fui tomar um duche e quando cheguei no meu quarto, enrolada na toalha, me deparei com ele deitado na minha cama:
- A tua cama é mais confortável que o sofá!
- Eu sei!... Durmo nela todos os dias!
- E fodes nela muitas vezes?
- Algumas!... Outras vezes fodo noutros sítios!
- Como por exemplo?!
- No carro, na casa da outra pessoa, onde calha…
Filipe levantou-se e aproximou-se de mim… Senti sua respiração no meu ombro (ele é da minha altura… Bem desenvolvido como já disse!)… Pôs suas mãos nas minhas coxas e me puxou para junto do seu corpo e me beijou no ombro, no pescoço e por fim na boca… Demos um longo beijo de língua. Tirei a camisola do Filipe e comecei beijando seu corpo. Ele tirou a minha toalha e começou passando a língua no meu peito… Quando chegou nos bicos dos meus seios começou a chupar gostoso e eu gemendo no seu ouvido. Sentei na cama e baixei as calças dele, peguei seu pau e comecei lambendo como um gelado… Chupei a cabeçona vermelha e aquele buraquinho gostoso na ponta. Filipe segurou no meu cabelo começou o vaivém na minha boca. Eu ia passando a língua no seu cacete e delirando com os gemidos do garoto. Quando se deu por satisfeito me soltou e puxou minhas pernas para que eu deitasse. Assim fiz e ele abriu minhas pernas ao máximo. Ajoelhou no chão e começou lambendo minha xaninha raspadinha como se fosse um gelado. Eu estava louca de tesão e comecei a esfregar na cara dele e ele aproveitou bem, enquanto me chupava enfiava um dedo na minha bucetinha. Eu gemia bem alto e gostoso e gozei na boca dele e ele chupou tudinho. Ele deitou-se e me virou de lado, de costas para ele. Com uma mão começou a bolinar meu clítoris enquanto beijava minhas costas.
- Não és virgem pois não?
- Querias que fosse?
- Tanto faz!
- Não, não sou virgem! Desde os 13 anos!
- Vocês agora começam muito cedo!
- Ao menos sei como te fuder! – quando disse isto levantou minha perna e começou a passar a pontinha do caralho na minha xaninha até que enfiou tudo de uma vez. Eu gemi bem alto e ele me beijou. Ficámos assim naquela posição um bom tempo e eu estava adorando. Filipe tirou o pau da minha buceta e voltou a chupá-la.
- Dá-me o cu!
- Vais tratá-lo bem?
- Vou tratar como mereces! Vá dá-me o cu!
Eu me ajoelhei na cama e empinei minha bundinha para ele.
- Quantos já enfiaram aqui?
- Come e cala-te! Não tens nada a ver com isso!
E foi o que ele fez. Passou a língua no meu buraquinho, cuspiu nele e por fim enfiou a cabecinha e depois socou todo. Eu rebolava gostoso no seu pau e gemia muito de tesão. Filipe deitou o seu corpo no meu e pela respiração dele percebi que ia gozar. Assim foi. Senti uns quantos jactos de porra no meu cuzinho. Deitámos abraçados e nos beijámos durante algum tempo enquanto sentia o leitinho dele escorrer nas minhas coxas. Ficámos nos amassos um tempo. Eu fui à cozinha buscar uma bebida. Então peguei também em uns cubos de gelo e levei para o quarto. Quando cheguei o Filipe continuava deitado. Sentei em cima dele e passei o gelo no peito dele. Ele estremeceu mas gostou, porque por baixo de mim pude sentir seu pau dando sinal. Passei a língua no rasto do gelo e cheguei na boca dele beijando-o. Filipe pegou em outro cubo de gelo e passou nos meus mamilos, que rápido endureceram de frio e tesão, chupando-os como um bebé tirando leite da mãe.
Deitei meu corpo para trás e ele passou as mãos desde as minhas coxas até meu pescoço. Pegou no cubo do gelo e passou no meu grelinho… Meu Deus que tesão… Pedi para repetir e ele obedeceu. Ficámos passando gelo um no outro até derreter. Demos mais uma trepada e encomendámos uma pizza e ficamos namorando no sofá. Dormimos juntos na minha cama e, claro, a noite foi nossa. Filipe nem parece ter a idade que tem.

3 comentários:

... disse...

Ah como eu queria ter a sorte deste garoto em ter o seu corpo, abusar dele bem gostoso, você é uma delícia !!

Parabéns !!! Bela história!!

Adorei seu blogger!! muito bom !!!

Anónimo disse...

Olá Íris, como sempre muito deliciosa e gostosa nos seus contos. Essas fotos me fazem imaginar como você realmente é, principalmente de quatro...rsrs Parabéns pelo blog e pelo visto estou sendo o primeiro a deixar comentário e participar da votação. Espero que você também use esse espaço com diário erótico...rsrs agradeceria muito...rsrs

O Leitor

clio disse...

Só para dizer que gozamos imenso com a tua história! Beijinhos.

Roberto&Rita